Amor patológico pode ser tratado?

Sofrer por amor, por vezes, é normal. Mas quando podemos dizer que esse é um sintoma patológico? Quando ultrapassa o limite daquilo que consideramos normal?

Para Platão existe o amor genuíno e o amor possessivo. Ainda que muitas sejam as definições, essa é uma boa interpretação, já que é exatamente na segunda classificação que podemos entender o limite do saudável.

Te proponho, primeiramente, uma reflexão:

Em uma relação onde o descontrole, a falta de liberdade, a obsessão, a dependência e o sofrimento já tomaram conta, podemos realmente considerar que o que existe é amor?

A autocrítica diante dessa reflexão é necessária já que, vindos de você, ou dx parceirx, esses sinais merecem atenção. Afinal de contas, um relacionamento abusivo pode nascer de tais atitudes tóxicas.

Fatores psicossociais podem estar diretamente associados a essa maneira de se comportar dentro de relacionamentos afetivos. O que queremos dizer com isso é que, as crenças baseadas na concepção de amor como posse data de milênios, de quando surgiram os relacionamentos monogâmicos.

O grande problema não está na monogamia, mas na crença na posse que resulta em obsessão, dependência e sofrimento. Dessa forma, podemos afirmar que o amor patológico causa uma espécie de vício. Isso acontece porque a paixão estimula os mesmo neurotransmissores e áreas do cérebro que as drogas.

Os sinais mais evidentes de que a relação ultrapassa o limiar entre amor e dependência incluem o medo exagerado de que a relação termine, compulsão e impulsividade em relação ao parceirx, além de sintomas específicos – análogos à abstinência – diretamente associado ao distanciamento (físico ou afetivo)

– Sudorese

– Dor de cabeça

– Náusea

– Tremores

– Inquietação

A busca obsessiva por agradar e se certificar de que obtém a reafirmação de suas ações a todo momento também é um sinal marcante da dependência emocional, característica desse tipo de relacionamento patológico.

Tendo em vista a violência que pode surgir da dependência causada por um amor patológico, o Senado Federal divulgou o “Violentômetro”, para que pessoas possam identificar se vêm sofrendo abusos e agressões psicológicas ou físicas.

violentômetro

Esse conteúdo se destina, principalmente, a mulheres, já que elas são as mais afetadas por esse tipo de relação que surge dos fatores psicossociais que citamos anteriormente. Infelizmente, ainda há muitas crenças enraizadas sobre papel da mulher na sociedade (ser submissa, servir ao seu parceiro, “o amor tudo perdoa”, etc.) que afetam diretamente a forma como elas são vistas no seu convívio, bem como a sua própria percepção sobre o seu papel dentro de relacionamentos e até mesmo na sociedade em geral.

Uma forma de entender o limiar entre o que é saudável e patológico é refletir: “O sofrimento é maior que o bem-estar causado pelo convívio da relação?”. Se a resposta for sim, é melhor buscar ajuda.

A notícia boa é que, se você ou alguém que você conhece, vive sofrendo demais por amor e se metendo em relacionamentos tóxicos, a terapia pode ajudar a entender os gatilhos por trás de tal dependência e assim ajudar a construir relacionamentos mais saudáveis, baseados na confiança mútua, carinho, dedicação, empatia, compreensão, apoio e, principalmente, SEGURANÇA.

Se lembre que o amor saudável preserva os interesses individuais. Você não precisa abrir mão das suas amizades, nem deixar de frequentar lugares que gosta, ou desistir dos seus planos para o futuro para se submeter aos planos que outra pessoa fez por você. Amor é sobre: COMPARTILHAR.

Para entender melhor sobre os limites do “amor”, confira o vídeo de uma palestra da psiquiatra Fabiana Nery:

16 thoughts on “Amor patológico pode ser tratado?

  1. gamefly

    Great post however I was wanting to know if
    you could write a litte more on this subject?
    I’d be very thankful if you could elaborate a little bit further.

    Thanks!

    Reply
  2. gamefly free trial

    Unquestionably imagine that which you stated.

    Your favorite justification seemed to be on the internet the easiest thing to take into
    accout of. I say to you, I certainly get annoyed while folks consider concerns that they just do not recognise about.
    You managed to hit the nail upon the highest and defined out the entire thing without having side effect ,
    folks can take a signal. Will probably be back to get
    more. Thanks

    Reply
  3. gamefly

    I was extremely pleased to uncover this great site. I want to to thank you for
    ones time just for this fantastic read!! I definitely liked
    every bit of it and i also have you book-marked to look at new information on your web site.

    Reply
  4. minecraft free download

    Hi, I do think this is an excellent site. I stumbledupon it 😉 I will
    come back yet again since i have book-marked it. Money and freedom is the greatest way to change, may you be
    rich and continue to help other people.

    Reply
  5. minecraft download for free

    I loved as much as you will receive carried out right here.
    The sketch is attractive, your authored material
    stylish. nonetheless, you command get bought an impatience over that you wish be delivering the following.
    unwell unquestionably come more formerly again as exactly the
    same nearly very often inside case you shield this increase.

    Reply
  6. g

    I was curious if you ever considered changing the layout of your website?
    Its very well written; I love what youve got to say.
    But maybe you could a little more in the way of content so people could connect with it better.
    Youve got an awful lot of text for only having one or two pictures.
    Maybe you could space it out better?

    Reply
  7. g

    Link exchange is nothing else but it is only placing the other person’s blog link on your page at appropriate place and
    other person will also do similar in favor of you.

    Reply
  8. minecraft for free

    I think this is one of the most significant info for me.
    And i am glad reading your article. But should remark on few general things, The site style is great, the articles is
    really excellent : D. Good job, cheers

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *