fbpx

Como o estresse afeta a sua alimentação e vice-versa?

Qual é o primeiro indício que seu corpo dá de que está sob muito estresse? Dores, exaustão, ansiedade?

Muito do que o nosso corpo sofre é reflexo das nossas escolhas na hora de servir a mesa! Quando estamos sob muita pressão tendemos a escolher alimentos menos nutritivos. O problema é que estas escolhas podem criar mais estresse a longo prazo, assim como outros problemas de saúde.

A seguir alguns dos hábitos alimentares mais comuns de pessoas que estão vivendo sob muito estresse, mas que deveriam ser EVITADOS:

1. Comer de forma compulsiva 

Comer de forma emocional é um dos primeiros reflexos da vida corrida e estressante, com isso costumamos optar por alimentos ricos em gorduras e calorias, como fast foods.

Por isso, prefira ter sempre à mão opções mais saudáveis para acalmar a fome, especialmente frutas refrescantes e água.

Se quer um bom motivo para investir nestes bons hábitos, fique atento aos próximos tópicos.

2. Beber muito café

O abuso de cafeína aumenta os níveis de cortisol – o hormônio do estresse – o que pode provocar dores de cabeça, palpitações e nervosismo.

3. Açúcares refinados e os carboidratos simples em excesso

Os alimentos ricos em gorduras saturadas e gorduras trans, assim como o café, também contribuem para o aumento dos níveis de cortisol.

4. Não beber água 

Beber água é fundamental para o funcionamento do organismo, incluindo o cérebro.

Mas além de cumprir uma função vital, a água também exerce um importante poder anti-estresse, pelo simples fato de que quando paramos para bebê-la, o cérebro “relaxa”.

5. Pular refeições

Comer é fundamental para controlar o estresse. É através da comida que o organismo recebe os nutrientes e a energia necessários para funcionar corretamente. Mas não vale comer qualquer coisa!

Uma alternativa para comer de maneira saudável sem complicar a vida é optar por vitaminas energéticas naturais e sucos verdes. São fáceis e rápidos de preparar e contribuem com nutrientes e energia de fácil assimilação. Um combo nutritivo tanto para o corpo quanto para a mente!

Além disso, assim como o exemplo citado anteriormente, o mero feito de parar para comer faz com que o corpo descanse e que o cérebro se relaxe, aliviando assim parte da tensão acumulada.

Fontes: Lovallo, et al. Caffeine Stimulation of Cortisol Secretion Across the Waking Hours in Relation to Caffeine Intake Levels.Psychosom Med. 2005; 67(5): 734–739. doi: 10.1097/01.psy.0000181270.20036.06

Eudave, et al. Effects of high fat or high sucrose diet on behavioral-response to social defeat stress in mice. Neurobiol Stress. 2018 Nov; 9: 1–8. Published online 2018 Jun 1. doi: 10.1016/j.ynstr.2018.05.005

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *