O que os pais devem saber sobre a série 13 Reasons Why

Se você é mãe ou pai de um adolescente pode estar sabendo da nova temporada de uma dessas séries que faz sucesso entre os jovens e fala sobre suicídio. Não há como negar que o tema é para lá de delicado e talvez você não esteja disposto a gastar o pouco tempo de descanso que te resta entre uma tarefa e outra para vê-la, mas precisamos conversar sobre 13 Reasons Why (Os 13 Porquês, em português).

Os assuntos abordados, como já dissemos, são delicados, mas precisam ser abordados, principalmente com jovens. Você sabia que os números de casos de depressão entre eles, teve um salto de quase 40%, nos Estados Unidos, nos últimos 5 anos? No Brasil, falta pesquisa, mas é unanime a visão médica de que essa realidade também se aplica aos brasileiros e, pior, boa parte dos casos não são diagnosticados ou tratados em função do estigma que a doença carrega.

E se esse dado não for o suficiente para o alarme de alerta soar na sua mente, existe outro ainda mais assustador: segundo um relatório da Organização Mundial da Saúde, entre jovens de 15 a 29 anos, o suicídio foi a segunda maior causa de morte em 2015.

Mas o suicídio não é o único tema delicado abordado na série, abuso sexual, violência e tiroteio em escola, bullying e abuso de substâncias também protagonizam algumas das cenas mais impactantes das duas temporadas.

Antes do lançamento da 2ª temporada, a SAVE, instituição americana de conscientização e educação sobre o suicídio, reuniu 75 especialistas em saúde mental, prevenção de suicídio e educação, bem como profissionais de saúde para desenvolver um kit de ferramentas que fornece orientação prática e recursos confiáveis ​​para pais, educadores, médicos, jovens e mídia relacionados ao conteúdo da série. As principais dicas e posicionamentos que eles deixam para os pais são:

1. Desencorajamos jovens vulneráveis e em risco (por exemplo, aqueles que vivem com depressão ou um transtorno de ansiedade) a assistir a 2ª temporada por causa do impacto desencadeador que poderia ter sobre eles. O conteúdo pode ser bastante perturbador e resultar na necessidade de cuidados adicionais, monitoramento, suporte e / ou tratamento.

2. Se você assistir a série, faça um esforço para assistir a segunda temporada com seu filho. Sabemos que isso nem sempre é possível, mas isso proporciona a oportunidade de monitorar o impacto de cada episódio e avaliar se algum dos temas da série é muito complicado no momento. Além disso, pode ser uma boa oportunidade para refletir e discutir o conteúdo da série entre vocês.

3. Se você não puder assistir a 2ª Temporada com seu filho, pergunte se ele viu ou não. Se tiverem, tenha curiosidade sobre suas impressões e esteja aberto para conversar com eles sobre seus pensamentos e sentimentos. Essa atitude pode ser determinante para a confiança na relação de vocês e assim eles saberão que podem vir até você com dúvidas ou preocupações sobre si mesmos ou sobre seus amigos, e que você estará lá para ouvir e ajudar a orientá-los.

4. Se seu filho e os amigos assistiram e você sabe que podem estar vulneráveis a algum dos enredos, monitore! Caso ainda não tenham, sugira que eles não assistam à série até uma data posterior. Certifique-se de fazer o checar a situação de seus filhos mais de uma vez durante algumas semanas após a exposição ao conteúdo, às vezes leva alguns dias até que as emoções realmente os afetem.

5. Garanta aos jovens que a ficção e a realidade não são a mesma coisa. Ajude-os a entender que o que eles vêem e ouvem na televisão não é sua vida, mas uma história elaborada por escritores com o objetivo de envolver um público. Mesmo que eles acreditem que o que viram parece ser a realidade deles, é fundamental que você os ajude a entender que os resultados da série não precisam ser seus resultados.

6. Identifique uma rede de apoio e saiba onde buscar recursos e ajuda em sua comunidade local, se necessário. Seja uma agência de saúde pública, um profissional de saúde mental, os conselheiros da escola do seu filho ou um serviço telefônico de crise, conhecer e entrar em contato com quem pode oferecer apoio é uma boa estratégia de prevenção.

Abordar todos esses assuntos, que são um tanto quanto polêmicos, em uma fase em que os filhos costumam se isolar e rebelarem-se contra a figura de autoridade que os pais representam pode ser muito complicado, mas é importante que eles sintam segurança no seu amor e cuidado.

Apesar disso, nem sempre o apoio que você tem para oferecer será o suficiente, e isso não te torna um pai ou mãe ruim, nem significa que você fracassou na educação e cuidado com seus filhos, significa apenas que você não tem a especialização necessária para tratar e solucionar todos os problemas que ele pode estar enfrentando.

Mas nós estamos aqui para isso, não tenha medo de recorrer à ajuda médica. Até porquê, caso o jovem esteja com depressão, o diagnóstico precisa ser feito por um especialista em adolescência, já que nem toda medicação é indicada para essa fase, quando cérebro, rins e fígado estão em formação.

Alerta: se você está preocupado que eles possam estar em risco iminente, não os deixe sozinhos e chame uma linha de emergência de crise local.

Que tal conferir o texto que escrevemos para eles, jovens, e onde explicamos e damos dicas de como reconhecer cada tipo de violência e transtornos mentais? É só clicar aqui e conferir!

104 thoughts on “O que os pais devem saber sobre a série 13 Reasons Why

  1. Pingback: goldadvert.com

  2. Pingback: PK properties

  3. Pingback: In vitro PK analysis

  4. Pingback: Teen Chat Rooms

  5. Pingback: offizielle Seite

  6. Pingback: 好幫手

  7. Pingback: search

  8. Pingback: apartments near weber state university

  9. Pingback: complex PK studies

  10. Pingback: Manotick homes

  11. Pingback: unicc cm

  12. Pingback: New Pokies & the best offers for online casinos in NZ

  13. Pingback: GVK bio sciences news

  14. Pingback: pieluchy dla psa

  15. Pingback: International Moving Company

  16. Pingback: gvk Biosciences

  17. Pingback: dilmah ceylon gold

  18. Pingback: GVK BIO company info

  19. Pingback: Gvk bio

  20. Pingback: GVK BIO

  21. Pingback: In Vivo Pharmacology Models

  22. Pingback: www.nymetrodryervent.com

  23. Pingback: Digital Marketing Services

  24. Pingback: daftar di sini situs judi qq gabung di sini situs judi online daftar poker qq

  25. Pingback: agen poker

  26. Pingback: œruby do felg

  27. Pingback: pianki poliuretanowe

  28. Pingback: Situs Judi Online Terpercaya Di Indonesia

  29. Pingback: http://45.76.146.44/

  30. Pingback: http://www.abcprzeprowadzkikrakow.pl

  31. Pingback: Bilskrot Göteborg Ringön

  32. Pingback: Get CBD

  33. Pingback: ibine sarp

  34. Pingback: yavsak sarp

  35. Pingback: Censorship Resistance

  36. Pingback: law tutor london

  37. Pingback: tipuri

  38. Pingback: adblock

  39. Pingback: personalised gift

  40. Pingback: promise rings for her rose gold

  41. Pingback: cheap high risk merchant account

  42. Pingback: Bed and breakfast Roma

  43. Pingback: repelis

  44. Pingback: receive sms online

  45. Pingback: trustnav adblock

  46. Pingback: Original art for sale

  47. Pingback: letmejerk.com

  48. Pingback: Prediksi Togel Singapore

  49. Pingback: flight network, Flight Network

  50. Pingback: BuyTampa.com

  51. Pingback: pralnia ko³czewo

  52. gamefly free trial

    Hi, i read your blog from time to time and i own a similar one
    and i was just wondering if you get a lot of spam responses?
    If so how do you reduce it, any plugin or anything you can recommend?
    I get so much lately it’s driving me crazy so any help is very much appreciated.

  53. gamefly free trial

    Unquestionably believe that which you said. Your favorite reason appeared to be on the net the simplest thing to
    be aware of. I say to you, I certainly get irked while people consider worries
    that they just don’t know about. You managed to hit the nail upon the top and defined out the whole thing without having side effect , people can take a signal.
    Will probably be back to get more. Thanks

  54. g

    An interesting discussion is definitely worth comment.
    I do think that you need to publish more on this
    subject matter, it may not be a taboo subject but generally folks don’t talk about such topics.
    To the next! Cheers!!

  55. Pingback: Google

  56. Pingback: buy CBD

  57. Pingback: عزة وثقة

  58. Pingback: حلوه

  59. Pingback: Amsterdam escorts

  60. Pingback: Kratom near me

  61. Pingback: https://royalcbd.com/category/local-guides/

  62. Pingback: knowledge

  63. Pingback: https://royalcbd.com/cbd-vs-thc/

  64. Pingback: Royal CBD

  65. Pingback: Royal CBD

  66. Pingback: cbd oil cost

  67. Pingback: RoyalCBD

  68. Pingback: best time of day to take cbd oil

  69. Pingback: Royal CBD

  70. Pingback: RoyalCBD

  71. Pingback: RoyalCBD.com

  72. Pingback: RoyalCBD

  73. Pingback: https://royalcbd.com/how-to-take-cbd-oil/

  74. Pingback: Royal CBD

  75. Pingback: https://royalcbd.com/wyoming/

  76. Pingback: is cbd legal in wisconsin

  77. Pingback: RoyalCBD

  78. Pingback: washington dc

  79. Pingback: Royal CBD

  80. Pingback: washington state cbd

  81. Pingback: https://royalcbd.com/oklahoma/

  82. Pingback: utah

  83. Pingback: cbd oil north dakota

  84. Pingback: RoyalCBD.com

  85. Pingback: cbd oil oregon

  86. Pingback: is cbd legal in rhode island

  87. Pingback: cbd oil pennsylvania

  88. Pingback: new york cbd

  89. Pingback: RoyalCBD

  90. Pingback: new hampshire

  91. Pingback: RoyalCBD

  92. Pingback: nevada cbd

  93. Pingback: RoyalCBD

  94. Pingback: RoyalCBD

  95. Pingback: is cbd legal in mississippi

  96. Pingback: RoyalCBD.com

  97. Pingback: RoyalCBD

Deixe uma resposta